terça-feira, 20 de novembro de 2007

Cremepe realiza debate sobre Emenda 29

O Cremepe, Sindicato dos Médicos de Pernambuco e a Ordem dos Advogados do Brasil realizaram debate para discutir a Emenda 29, a renovação da CPMF e o orçamento público brasileiro. A atividade, realizada no auditório da OAB de Pernambuco, nesta terça-feira (20), contou como palestrantes com os deputados Paulo Rubem (PDT-PE) e Mauricio Rands (PT-PE).

O deputado federal Paulo Rubem (PDT-PE) defendeu a análise dos dados orçamentários como um todo: “é importante esse debate sobre as verbas para a Saúde e a Emenda 29, mas não podemos nos restringir a estudar os dados da nossa área e precisamos entrar na discussão geral”, explicou, lembrando que entre agosto de 2007 e o mesmo mês de 2008 o País deve gastar R$405 bilhões em pagamentos de juros das dívidas interna e externa.

Ele lembrou aos presentes que deputados e senadores não podem alterar a Lei Orçamentária para mexer nos pagamentos das dívidas e da necessidade de alterar a Constituição Federal. “Não podemos conviver com uma legislação em que o pagamento de juros está à frente de prioridades sociais como a Saúde”, questionou o parlamentar.

O deputado federal Mauricio Rands fez questão de lembrar o crescimento das verbas federais para a Saúde, “quando Humberto Costa assumiu o nosso orçamento anual era de R$32 bilhões, hoje já chega aos R$52 bi”, garantiu.

Os representantes do Cremepe, André Longo, e do Sindicato dos Médicos, Antônio Jordão, lembraram os anos de expectativa para aprovação da Emenda 29. “Diante das expectativas a categoria não pode comemorar esses R$24 bilhões (garantidos com a aprovação da Lei pelo Congresso Nacional), pois estão aquém de nossas expectativas”.

Um comentário:

Joane disse...

Olá... publicamos a notícia, com mais algumas informações no site do Cremepe também... veja no link

http://portal.cremepe.org.br/publicacoes_noticias_ler.php?cd_noticia=1675

Grata,
Joane Ferreira
Da Assessoria de Comunicação do Cremepe.