segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Em IATI e GARANHUNS reforçamos os compromissos com a cultura e outras políticas sociais
















Por Paulo Rubem

Continuando nosso relato da viagem feita neste final de semana, começamos no sábado à noite assistindo no Sítio Trapiá, na cidade de IATI, 60km ao sul de Garanhuns, a 242 km do Recife,à exibição do documentário " O baque da Zabumba Centenária contra o Tic-Tac do Tempo", realizado por Genaldo Barros, que aparece nas fotos de camisa azul, chapéu marrom, de microfone na mão, explicando o vídeo, apoiado pelo Projeto "Revelando os Brasis", do MinC, para produção audiovisual em cidades de até 20 mil habitantes.

Genaldo é filho de IATI e fez o documentário relatando a história do Sr. Mané Rita, falecido aos 104 anos este ano, zabumbeiro por mais de 60 anos da Banda de Pífanos da comunidade, banda que sempre toca nas festas de São Sebastião, no mês de janeiro. A exibição, ainda não oficial, reuniu mais de 100 pessoas em frente a uma das casas do sítio e a reação dos participantes do documentário e dos moradores que o assistiram foi de extrema felicidade ao se verem na tela de cinema e ao recuperarem a história da Banda de Pífanos, de Mané Rita, seus familiares e amigos.

Essa foi a quinta vez que estivemos no TRAPIÁ, em duas outras também exibindo documentários e vídeos de animação para crianças e adultos, como algumas das obras de Charles Chaplin. Na 2a. vez que lá estivemos conhecemos o Sr, Mané Rita, que chegou a tocar zabumba numa das noites após nossas exibições.

Além disso temos acompanhado as investigações sobre o desvio de recursos praticados no município, já tendo lido na Tribuna da Câmara Federal o resultado das auditorias feitas em IATI pela CGU-Controladoria Geral da República, destacando as irregularidades encontradas em obras de saneamento e nos gastos da saúde, entre outros indícios de corrupção.

Vamos enviar ainda material de educação para a escola municipal do SÍTIO e apoiar o trabalho pela criação de um Ponto de Cultura na comunidade.

IATI teve sua autonomia administrativa ocorida em 1963 pois integrava a cidade de Águas Belas. A região onde está a cidade foi local de fundação de um quilombo de escravos que se estabeleceram no Açude Velho, no Sítio Federação. A área também era habitada por indígenas mas, com a chegada dos colonizadores, tanto os negros quanto os índios foram afastados. O nome IATI surgiu da influência dos índios carijós e tupiniquins e quer dizer " casa nova" ( fonte : Folheto explicativo elaborado por Genaldo Barros). Veja as fotos das pessoas que assistiram ao documentário e um pequeno trecho em vídeo do mesmo, onde o Sr. Mané Rita aparece tocando zabumba.

Na próxima postagem vamos informar sobre o encontro ocorrido em Garanhuns com o Prefeito reeleito Luis Carlos, do PDT e com o Vereador Marcelo Marçal, também do PDT, ex-bancário do Bandepe,também reeleito, e sobre a nossa presença na confraternização da Associação dos Funcionários Aposentados do BANDEPE-Asfab, realizada na sede de lazer da entidade num dos bairros de Garanhuns.
video

2 comentários:

heraclito dornellles disse...

parabéns ao Blog Paulo Rubem Santiago!!

grande postagem

gostaria de informações de como entrar em contato com o autor do documentário e/ou como adquirir o audio-visual
obrigado
contatos:
heraclitodornelles@hotmail.com

Marcela Camelo disse...

Adorei a cobertura!

É muito gratificante ver de perto a evolução de um trabalho de mais de 10 anos de resgate de uma tradição.
E o que é melhor: o baque da zabumba continua!!

Valeu por estar presente!