sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Propostas para o Lixo nas Cidades

,





Por Paulo Rubem

Não há uma única cidade brasileira onde não encontremos, diariamente, lixo espalhado nas esquinas, nos bairros mais pobres, em terrenos baldios ou em depósitos irregulares.

Todos sabemos que as administrações municipais brasileiras gastam cada vez mais com a coleta do lixo.Entretanto, à margem dessas gigantescas despesas, diariamente, centenas, milhares de carroceiros, catadores e proprietários de depósitos de reciclagem sobrevivem sem nenhum apoio local retirando das ruas toneladas e mais toneladas de material reciclável, como vidro, papel, papelão, plástico, ferro velho, entre outros resíduos de menor valor para a indústria.

Este ano, a partir de 3 de junho, o governo federal, através do Ministério das Cidades, lançou um edital pelo qual serão disponibilizados R$ 50 milhões para o financiamento de projetos municipais voltados à reciclagem, com ênfase na organização cooperativa de catadores e carroceiros.

Estamos iniciando um trabalho com esses segmentos, dando sequência ao debate que fizemos na recente campanha municipal que disputamos para a Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes. Neste sentido veja um vídeo e fotos que fizemos quando de nossa visita ao Aterro Sanitário de Muribeca, onde trabalham, cadastradas pela EMLURB-Recife, mais de 1.200 pessoas, entre homens e mulheres, jovens, adultos e , até, idosos.

Caso você queira receber pelo correio ou por meio eletrônico a proposta do governo federal para a Coleta Seletiva, deixe sua mensagem neste Blog, com cópia para juliana.sa@camara.gov.br, com o endereço adequado, que lhe enviaremos.

Quanto menos lixo houver nas ruas, mais saúde haverá, quanto mais se estimular a coleta seletiva e a organização das comunidades para tal, menores serão as despesas de coleta do lixo bruto e depósito em aterros, com mais emprego e cidadania sendo gerados para os catadores, carroceiros e suas famílias.

Para mais informações entre no site do Ministério das Cidades e acesse as Secretarias Nacionais de Saneamento e de Projetos Urbanos. O endereço é www.cidades.gov.br .

4 comentários:

dario lopes disse...

Penso que é muito interresante essas propostas e iria alem no sentido de se fazerem pequenas usinas de reciclagem para que as cooperativas de catadores fizessem toda a coleta seletiva, e o que sobrasse, ou seja o lixo organico, fosse atraves de biodigestores transformados em compostos para hortas comunitarias e o gas (biogas) utilizado na frota, ou em parte dela, de veiculos das prefeituras ou na propria coleta do lixo. Campanhas publicas motivariam a populaçao em ja expor seus detritos separados, principalmente em escolas...teriamos ai a propria subsistencia da usina....é sugestao!!! nao sei a viabilidade??

Romero Meneses disse...

É vergonhoso num pais tão rico se encontar familias nesta situação...
Paulo, Com que tijolos construirás este edifício ?

Romero Meneses disse...

Condor Abre tuas asas
Entra em todas as casas
Vê o povo como está
Morreram todos os bravos
Hoje somos todos escravos
Vivemos ao Deus dará...
Castro Alves

Fábio Salles PE disse...

Muito interessante e pertinente a discussão sobre o tema, ainda porque, cada cidadão merece o bem-estar e essa modalidade merece atenção especial pois, se nesse exato momento preenchermos nossos municípios brasileiros com Projetos dessa magnitude, tenhamos plena certeza de que toda a natureza reflorescerá, estaremos bem mais oxigenados e limpos! Dep. Paulo Rubem parabéns, muito nos orgulha, tê-lo à frente e presente com o foco fiscalizador que bem sabes aguçar nossos interesses em defesa dessa coletividade social!